Trecho da MA 320 abandonado pelo Governo do Estado segue se deteriorando em Primeira Cruz

SINFRA/MA aponta que a obra da MA-320 sofre intercorrências de chuva e exige alto grau de logística para deslocamento de material, por conta da travessia pelo rio Boa Vista


Primeira Cruz e Santo Amaro fazem parte do Parque Nacional dos Lençóis Maranhense. Ambas as cidades têm um potencial turístico muito relevante, contudo, o isolamento histórico dificulta o desenvolvimento econômico, social e do turismo nas localidades. Para enfrentar isso, o Governo do Estado começou os trabalhos de construção da Rodovia Estadual MA 320 em 2018, iniciando na MA402, passando por Santo Amaro e finalizando em Primeira Cruz.

Contudo, apesar da importância das cidades para o turismo e o isolamento histórico vivenciado especificamente por moradores de Primeira Cruz, um trecho da MA 320, no povoado Boa Vista, segue abandonado e se deteriorando desde outubro de 2020.

A empresa e o investimento

A Empresa contratada para a obra é a Hytec Construções e Terraplanagem, sob responsabilidade técnica do Engenheiro Cristóvão Gomes Pereira, de acordo com a placa pública implantada no início da obra que, inclusive, também está se decompondo. De acordo com a Secretaria de Comunicação Social do Governo do Maranhão, há uma parceria da empresa com a Prefeitura para viabilizar madeira, que será utilizada para a construção de uma ponte, com o objetivo de facilitar o acesso dos equipamentos e maquinários pelo Riacho Boa Vista. O investimento total nos 23km da extensão ultrapassa 26 milhões de reais e o término da obra de melhoramento e pavimentação da MA 320, esteve previsto para outubro de 2020.


Acidentes e perigo constante

Diversos acidentes já ocorreram na extensão do trecho da rodovia inacabada. A erosão da região que concentra lagoas e muita areia, já toma de conta de diversos trechos da estrada. Recentemente, um veículo traçado 4X4, muito comum na região, sofreu um acidente em um dos enormes bueiros das laterais da estrada, felizmente sem vítimas graves.

Prazos e promessas

Durante a inauguração da Ponte sobre o Rio Alegre, em Santo Amaro, o governador Flávio Dino anunciou, informalmente, a retomada das obras. Uma notícia publicada no website institucional da Secretaria Estadual de Infraestrutura do Maranhão, destacou a relevância da construção da obra, que será muito útil para mais de 14 mil famílias na região. De acordo com o rodapé da notícia, a previsão para conclusão da obra é até o segundo semestre de 2021. Fotografias recentes feitas por repórteres fotográficos da nossa equipe, mostraram que em agosto de 2021 nada foi retomado. As intercorrências de chuva e o alto grau de logística para deslocamento de material foram algumas das intempéries apresentadas pela Secretaria de Comunicação Social do Governo.


O posicionamento da SINFRA

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Superintendência Estadual de Infraestrutura solicitando informações sobre o real prazo de conclusão da obra; sobre a responsabilidade da empresa e se o governo do Maranhão pensa em incluir a cidade de Primeira Cruz na rota de turismo dos lençóis maranhense


NOTA DA SINFRA:

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informa que a obra da MA-320 sofre intercorrências de chuva e exige alto grau de logística para deslocamento de material, devido a travessia pelo rio. Contudo, a Sinfra mantém os esforços para que a obra seja intensificada na área. Atualmente há uma parceria da empresa com a Prefeitura para viabilizar madeira, que será utilizada para a construção de uma ponte, com o objetivo de facilitar o acesso dos equipamentos e maquinários pelo Riacho Boa Vista. Serviços de terraplanagem, bueiros, alargamento e pavimentação já foram realizados no local. Dentro do planejamento, a previsão de conclusão da obra é para o final deste ano.


Sobre a inclusão da cidade na rota dos lençóis, não recebemos resposta e abrimos espaço no nosso blog para o contato da equipe de Comunicação do Governo para apresentar algum posicionamento.