Casos de Covid-19 e outras síndromes gripais voltam a crescer em Primeira Cruz

Primeiro boletim do ano já aponta 17 casos de Covid nos primeiros 12 dias de 2022

A Secretaria Municipal de Saúde de Primeira Cruz divulgou, na manhã desta quarta-feira, 12, o primeiro Boletim Epidemiológico de notificação de casos de Covid-19 do ano de 2022. De acordo com o Boletim, que apresenta dados imprecisos e pouco transparentes, a cidade está monitorando 30 pessoas com suspeita de contaminação e já apontou 17 casos confirmados desde o início de 2022.

Está sendo perturbadoramente visível a frequente presença de primeira-cruzenses da sede no Hospital Municipal da Cidade, que não disponibilizou uma prestação pública de informações nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura sobre a real situação da proliferação de síndromes gripais na cidade. Procuramos a Secretaria Municipal de Saúde, entretanto, não obtivemos respostas dos dados do aumento dos atendimentos no hospital de Primeira Cruz. Perguntamos, também, sobre a lista de locais de atendimento de pessoas com os sintomas, mas sem resposta.


Superlotação no Hospital Municipal Celso Simões


Apesar do aumento visível de casos de síndromes gripais, o Hospital Municipal não apresenta superlotação, contudo, é a principal referência de atendimento na cidade e em povoados vizinhos, considerando o isolamento terrestre do município. O Hospital fica localizado em frente ao antigo Campo de Aviação, na Rua da Alegria, S/N, bairro Capim Açu.


Recomendações de cidades vizinhas


A Prefeitura Municipal de Santo Amaro comunicou, via Redes Sociais, a suspensão da emissão de licenças para realização de festas e eventos afins, enquanto durar o período de emergência sanitária decorrente da pandemia de Covid-19. Em Barreirinhas, a prefeitura alertou a população da cidade a não tomarem vacina contra a Covid-19 com apresentação de sintomas de síndromes gripais. Reforçou que se deve aguardar 15 dias após o fim dos sintomas.